sábado 2 de março de 2024

O poder da empatia: Ouvir pessoas pode mudar sua vida 2024

por Giovanne Silva
Publicado: Modificado em 580 Visualizações
Mulher aprendendo a ouvir

O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima.

Provérbios 12:25

O coração ansioso pode levar o ser humano a uma depressão, porém ouvir uma palavra amável e bondosa pode trazer alento. Este provérbio é ainda mais relevante nos dias atuais, quando apesar de estarmos conectados virtualmente 24 horas por dia, nos sentimos cada vez mais distantes e infelizes.

Não nos sentamos mais na porta de casa para conversar com os vizinhos, nem mesmo no jantar com amigos, pois o celular se tornou o centro das atenções. E o pior é que, muitas vezes, não percebemos que ao nosso lado pode estar um ser humano depressivo, que necessita apenas de atenção e alguém que o consiga ouvir sem ter julgamentos.

Uma história ilustra bem essa situação. Uma senhora solitária que perdeu o marido vivia em uma grande casa, e todos os dias, um entregador de jornais passava e atirava o jornal nos degraus da varanda. Um dia, a senhora o convidou para entrar e tomar um café, oferecendo biscoitos gostosos. Enquanto ele saboreava o lanche, ela começou a falar sobre seu marido, sua vida e saudade.

O entregador, inicialmente confuso, começou a ouvir com atenção e percebeu que a senhora se sentia solitária após a morte do marido. Ele aprendeu a ouvir, a demonstrar interesse, e isso fez toda a diferença. Com o tempo, a velha senhora voltou a florescer como a primavera.

Essa história nos ensina a importância de ouvir as pessoas!

De nos importarmos com suas dificuldades, problemas e queixas. Às vezes, basta uma palavra amável para trazer alento a um coração ansioso e depressivo faz toda a diferença em uma sociedade cada vez mais conectada, mas também cada vez mais solitária.

Às vezes, uma simples palavra bondosa pode fazer toda a diferença na vida de alguém que está passando por um momento difícil. Como está escrito no provérbio bíblico em Provérbios 12:25, “O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima”.

Não devemos nos deixar levar pela ilusão de que estamos sempre conectados, pois essa conexão virtual pode nos afastar daquilo que realmente importa: o contato humano genuíno e a empatia. Devemos estar atentos aos que nos cercam, e estar dispostos a ouvir e ajudar quando necessário.

Assim como o entregador de jornais da história, devemos ter a sensibilidade de perceber quando alguém precisa de nossa atenção e de nossa palavra amiga. Nunca subestime o poder de uma palavra bondosa para transformar a vida de alguém.

Em vez de deixar que a tecnologia nos afaste uns dos outros, devemos usá-la para nos aproximar e facilitar nossa comunicação, mas nunca em detrimento da interação humana real e significativa. Lembre-se: a empatia é uma das virtudes mais importantes que podemos cultivar em nós mesmos, e pode ser a diferença entre a solidão e a felicidade para alguém que precisa de nossa ajuda

Você pode gostar de ler

Deixe seu comentário