domingo 3 de março de 2024

1 Pastor proíbe membros que defendem o aborto na sua igreja, considerando-o como “prática hedionda

por Giovanne Silva
Publicado: Modificado em 692 Visualizações
pastor

Pastor proíbe membros que defendem o aborto na sua igreja.

O tema do aborto tem sido amplamente debatido devido às ações do governo Lula, que tem sido criticado pela CNBB, pertencente à Igreja Católica Romana.

Lideranças evangélicas, do Rio de Janeiro, declararam publicamente sua posição sobre o assunto.

O autor de 33 livros, através de suas redes sociais, declarou que aqueles que apóiam o aborto não são aceitos na sua comunidade religiosa.

“A Igreja Cristã da Aliança é contra o aborto, então não aceitamos como membros aqueles que defendem e aprovam essa prática nojenta”, afirmou ele.

Como distinguir quem defende ou não a morte de bebês inocentes no ventre materno?

O pastor Renato Vargens deu uma resposta clara: “Através de uma classe para novos membros”.

Isso significa que ele usa o treinamento oferecido aos novos convertidos e/ou candidatos à adesão à igreja para identificar os fiéis que realmente seguem os princípios da Bíblia Sagrada ou não.

Os seguidores do pastor apoiaram sua postura. “Exatamente certo”, comentou o autor da pergunta,enquanto outro perfil lembrou que a posição de um fiel sobre a defesa da vida desde a concepção deve ser um critério estabelecido pelas igrejas cristãs desde a adesão de seus membros.

Você pode gostar de ler

Deixe seu comentário